Como distrair as crianças na quarentena?

como distrair as crianças durante a quarentena dicas da tia


Estou escrevendo este post no meio do isolamento social por causa do COVID-19 (não preciso nem dar detalhes sobre esse assunto, né?), mas ele poderá ser útil quando tudo isso passar (vai passar, né? 👀 ) , durante as férias escolares, feriados prolongados e afins.

Já começo dizendo que não, infelizmente eu não sou o tipo de mãe que tem criatividade e energia para inventar mil brincadeiras, transformar a escada de casa em tobogã, ou passar horas inventando diálogos entre a Barbie e o Júlio do Cocoricó, na verdade ODEIO brincar, e por isso acho que minhas dicas podem ser importantes, pra te mostrar que você não precisa ser a mãe perfeita de Instagram pra conseguir alguns minutos de paz. Que? Achou que ia conseguir um dia inteiro de silêncio? (pausa pro riso)


Escolha suas batalhas:

Numa situação como essa que estamos vivendo agora várias coisas acumulam, temos múltiplas tarefas, e ver que não vamos dar conta de tudo pode ser frustante. Por isso meu primeiro conselho é: estabeleça prioridades. Sei que tudo o que você tem pra fazer é importante, mas o que não for imprescindível para a sobrevivência pode esperar, né? Aqui por exemplo eu limpo a casa assim que acordo com a Isa, logo em seguida MESMO, sento ela na sala ainda meio sonolenta, dou seu copo de leite com chocolate e ligo a tv. E enquanto ela toma o leite e desperta eu varro, passo desinfetante no chão e álcool nos móveis da área que a gente mais transita (sala, cozinha e banheiro). Veja bem: não é o ideal colocar a criança pra ver tv logo que acorda, nem eu sair correndo com a vassoura pela casa sem nem ter tomado café ou tirado as remela do olho... mas se eu perco esses 30 minutos dela quietinha vendo sua patrulha canina com seu nescau na mão eu não consigo mais limpar o chão, porque ela terá espalhado brinquedos por toda a sala, fora o risco de escorregar no chão molhado. Então prefiro adiar meu café e me sentar para toma-lo enquanto a vejo bagunçar a casa que acabei de organizar.

Claro que cada casa tem uma rotina e cada criança é uma criança, mas quero te mostrar que no meu caso é menos estressante esperar 40 minutos para ter minha primeira refeição do dia do que querer seguir a "ordem normal" das coisas em uma situação anormal.

Outra coisa que faço por aqui e me ajuda muito: preparar comida a mais quando tenho tempo e congelar para quando eu não tiver. Se você tem crianças sabe que tem dias que elas estão mais calmas e compreensivas e em outros estão no modo kamikaze se jogando de cima da geladeira e chorando mil vezes por dia. Então nos dias mais tranquilos cozinho um pouco mais de carne e congelo, ou guardo uma parte da lasanha do outro dia, deixo um peito de frango desfiado lá esperando por mim... O ideal seria ter refeições balanceadas e frescas todos os dias da semana, mas simplesmente não dá. Então foco em encher a barriga, e por enquanto tem dado certo (isso sem falar nos dias de macarrão instantâneo que as vezes é inevitável).


Envolva a criança no seu dia

Criança ama se sentir importante e útil, então sempre se divertem quando pedimos sua ajuda para alguma tarefa. Se precisa passar um pano nos móveis, peça a ela. Escolher feijão? Peça ajuda. Dobrar roupas? Também. Esse poderia até ser mais um tópico do subtítulo acima, porque para deixar que a criança participe é preciso engolir a frustração de ver as coisas não sendo feitas da maneira como deveriam ser feitas, mas acredite: além de ensina-las a importância da cooperação, incluí-las nas tarefas ainda faz com que dê mais valor para o serviço doméstico (vão pensar duas vezes antes de espalhar os brinquedos se tiver que guarda-los) e ainda garantirá uns minutinhos juntos.

Cozinhar juntos também é uma ótima pedida - é o que mais faço por aqui. E não precisa ser receitas mirabolantes, um bolo de caixinha já vai render uns minutinhos de diversão na cozinha. Ensine a ver na caixinha quais os ingredientes necessários (na maioria das embalagens eles vem ilustrados) , peça que a criança pegue-os no armário, ensine a untar a forma e a quebrar os ovos...


Abuse dos materiais de papelaria

As brincadeiras que mais fazem sucesso por aqui são as que envolvem tinta, lápis de cor, recortar e colar... além de serem baratos, esses materiais estimulam a criatividade e coordenação motora. O que mais fazemos aqui é riscar um papel aleatoriamnete e depois pintar cada espacinho de uma cor. Rende um bons minutos de distração. Mas mais uma vez repito: você prefere ter paz ou casa limpa? Pois bem: não dá pra se estressar se der guache pra uma criança e ela manchar a roupa, né? Bota uma camiseta velha, parede depois a gente pinta, e tá tudo certo.


atividades com lápis e papel
uma das nossas obras de arte 😌


Dance 

Tem horas que só movimentando o corpo para gastar toda a energia acumulada ( e que pode se transformar em um acesso de birra em dois tempos), e eu que sou sedentária e mega descoordenada, nada atlética, recorro a dança. Existem jogos de dança para videogame, mas se você buscar no youtube por Zumba Infantil ou Zumba para Crianças vai encontrar várias coreografias com passo a passo explicadinho. Vale também colocar uma música qualquer e ver quem aguenta pular mais tempo (spoiler: ela), brincar de estátua...


Deixe que tenham uns minutos de tédio

A gente acha que precisa entreter a criança 24 horas por dia com várias atividades educativas e saudáveis, mas a verdade é importante que a criança aprenda a lidar com o tédio. A Isa me chama o dia todo, não faz nada sozinha, mas aos poucos a tenho direcionado a buscar distração sozinha. Ensinei a coçar os olhos fechados e observar as figuras que aparecem quando abrimos, a girar e depois deitar no chão da sala pra ver tudo rodando, a olhar sua mão contra a luz pra ver as veias sob a pele... Ela não terá entretenimento o tempo todo na vida, e é no ócio que a criatividade é desafiada.


Caretas na frente do espelho. Ou do celular

Quando eu e minha irmã éramos crianças minha mãe trabalhava fora, e minha madrinha ficava em casa com a gente. Não tínhamos casa grande ou equipada e nem mil brinquedos, mas uma das melhores lembranças dessa época é nós três sentadas em frente ao espelho torto de casa que deformava nossos rostos. As vezes até colocávamos um disco na vitrola com a rotação acelerada e dublávamos com a cara torta, muito parecido com a experiência que aplicativos como o TikTok ou Snapchat proporcionam hoje. Mas telas não são saudáveis para as crianças e... ZzZzZ... pára, né? Booooas, boas não são mesmo, mas usadas com parcimônia e proporcionando alguns minutos de riso... que tal tentar? 

Tente manter a calma

Calma, não me xingue... sei que sugerir isso é quase uma ofensa, mas as crianças sentem muito a vibração do ambiente, e quando o clima tá pesado elas reagem super mal. Sabe aquele dia que foi horrível, que depois que a criança dormiu você chorou de exaustão? Pare e reflita com honestidade: a criança começou o dia nervosa ou você estava em um dia ruim e isso acabou passando pra ela? Aqui é batata: nos dias que não tô bem a Isa fica chorona, quer atenção o dia inteiro, nada tá bom... e como nós adultos temos maior controle das nossas emoções (as vezes) te digo: em dias assim (quando possível) respire, tente deixar o que não é importante pra depois, melhore o clima da casa. A criança vai ficar mais tranquila como num passe de mágica. Sério. Observe e me fala.


Aceite que em certos dias nada disso vai dar certo

Como disse aqui: terão dias bons e terão dias que nem o Patati Patatá seriam capazes de distrair seus filhos, e tudo bem... por isso procure ter tudo organizado (como refeições pré preparadas como disse acima) para os dias que você terá que dar colo e assistir receita de slime o dia todo. Este período é novidade para nós e para eles também, e tem dias que não são bons, né? Amanhã há de ser melhor.




Beijo da Tia :*

Comentários

Os mais visitados

Restaurando couro sintético

Máscara facial negra Clearskin Avon | Fórmula antiga e nova

Teste da Tia - Renew Hydra, da Avon