Pré diabete gestacional


Oie! Tudo em ordem?

Vi essa ilustração do @enquantopepedorme e me lembrei que tive pré diabetes durante a gestação da Isa e que ainda não tinha falado sobre isso, então vou falar um pouco do assunto (bem a grosso modo):
O pâncreas produz insulina para regular a quantidade de açúcar em nosso sangue, e na gestação essa produção pode diminuir, ou os hormônios da gravidez podem fazer que a insulina não trabalhe direito. Pra mãe os maiores riscos é engordar demais ou aumentar a probabilidade de continuar tendo diabetes após o parto (visto que a diabete gestacional praticamente se cura sozinha após o parto), mas para o bebê é perigoso porque 2/3 do açúcar da mãe vão para o feto, e se temos muito açúcar no sangue o bebê também vai ter muito mais açúcar do que deveria, podendo ter sobrepeso, má formação de órgãos e tecidos e até mesmo a própria diabetes.
A gente chama de pré diabetes quando nosso nível de glicose tá ali no limite, sabe? E a gente tem poquissimos sintomas ( apenas os que ja sao comuns na gravidez, como cansaço e aumento de peso), por isso é importante fazer todos os exames pré natais direitinho. Quando soube fiquei assustada e já tratei de fazer dieta pra o quadro não avançasse: cortei açúcar e carboidrato (que vira açúcar no organismo) e até algumas frutas de alto índice glicêmico como a uva. Em 45 dias reverti o quadro e ainda desinchei e perdi 2 quilos em plenos 8 meses de gestação. Foi difícil? Foi difícil. Pensa numa grávida comendo iorgurte natural com limão e adoçante enquanto as amigas de trabalho saboreavam bolo de pote (apesar que elas foram bem lindas e evitavam comer perto de mim, beijos e saudades dpto de sinistros JSL ❤ ). Mas valeu muito a pena, Isa é mega saudável e é só isso que importa.
Se estiver grávida e receber esse diagnóstico se cuide, viu?! O assunto é sério e o sucesso no tratamento só depende de você

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Restaurando couro sintético

Teste da Tia: Máscara facial negra, da Avon

BB Cream Clearskin Avon