Autopiedade.


E aí? Tudo em ordem?

Todo mundo quer ser feliz. Será? .
Autopiedade. Tem gente que nutre esse sentimento e leva no colo aquele problema de estimação porque acha que sofrendo vai ter mais atenção e cuidado. Alguém pergunta se tá tudo bem por educação e lá vem a pessoa derramar uma lista de problemas, afinal se disser "apenas" que tá tudo bem o outro vai achar que ela não tá precisando de cuidado ou zelo. É mais fácil fazer o tipo "tadinha de mim" pra ver se assim se compadecem. E sabe como eu sei que essas pessoas pensam assim? Porque já fui assim. E morro de vergonha de pensar nisso.
A gente consegue atenção sim quando é o coitado, mas por pouco tempo. Ninguém tem paciência pra "óh vida, óh céus" toda santa vez que encontra a gente. Fora que essa energia negativa contamina o ambiente e contagia todo mundo. Isso sem falar no egoismo. Olhando o próprio umbigo você não consegue enxergar a dor do outro e assim poder ajudar porque ~pasme~ todos têm problemas.
Não, não é bonito nem cool ser infeliz. Ninguém é feliz o tempo todo e todos temos problemas, e amigos de verdade estão sempre abertos para ouvi-los e ajudar a enxergar uma solução (-sim, pra quase tudo tem solução). Se seu problema tá aí há tanto tempo e toda solução que te apresentam nunca é boa o suficiente, será que você não tá com medo de resolver esse problema e seguir a vida? Será que não tem nada melhor em você pra ser falado além dessa cruz que você insiste em não largar?
Te convido a refletir sobre isso, com a sinceridade que você só pode ter com você mesmx. E depois disso, deixar seu problema de estimação ir embora. É muito mais lisonjeiro ser lembradx como "a guerreira (o) " do que "a coitada (o). Vai por mim.


Edit: Só pra deixar BEM claro e não ser mal interpretada (já que graças a um comentário super fofo só que não percebi que isso pode acontecer):
 Não estou me referindo a problemas reais, depressão, transtornos psicológicos e afins. Sei que isso é bem sério e o quanto se abrir com as pessoas que amamos e ter seu apoio é importante. Quem acompanha o blog sabe que sempre falo de empatia. Tô falando de pessoas que forçam uma tristeza para chamar atenção, e eu sei que isso existe porque - como dito no texto - eu fui muito assim e me arrependo. É ESSE tipo de coisa que é chata, e cabe a cada um fazer uma auto analise para se entender e mudar esse comportamento. Ok? Ok.

Beijo da Tia :*

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Restaurando couro sintético

Teste da Tia: Máscara facial negra, da Avon

BB Cream Clearskin Avon