Papeando sobre: Reeducação do sono infantil


Olhem só que coisa linda esse anjinho dormindo assim tão profundamente, né? Mal sabem vocês que pra que ela "apague" assim tem que estar mamando na mamãe aqui completamente imóvel...
Isabella nunca foi dessas bebês que dormem pra caramba, muito pelo contrário: Desde que nasceu mama picadinho e o dia todo, inclusive durante a noite, e por isso acabava tendo o sono super leve e com isso nem ela nem eu descansávamos. Não dava pra colocar no berço porque acordava berrando, e nessa de dar mamá - poe no berço - desperta - repete a gente passava noites inteiras em claro. Que sacanagem do destino justo eu passar por isso! Minha mãe conta que quando eu tinha uns 10 dias de nascida uma vizinha foi em casa ver se eu estava viva, porque nunca tinha ouvido choro de criança na casa. Eu sempre fui amorzinho! Por que eu, Lord?
Na consulta dela de um ano conversei com a pediatra sobre isso, disse que tinha chegado ao meu limite e que já não aguentava mais passar a noite entre cochilos leves. Foi por isso que a doutora resolveu encaminha-la ao neurologista.
Conseguimos vaga só em julho (pois é, SUS né migs) e fomos encaminhados a UNIFESP. Fomos atendidos por dois estudantes de neurologia que fizeram várias perguntas e exames clínicos, depois saíram da sala com a desculpa de que iam resolver algo e ficaram observando a gente por aqueles espelhos falsos (vocês acham que a gente não percebeu, né doutores? A gente não é dotô mas essa é mais velha que andar pra frente!) e depois voltaram com o médico super duper que era o professor deles. Este nos disse que o problema da Isabella era insônia comportamental, nos indicou alguns livros e nos ensinou como ensinar a Isabella a dormir: deixando chorar até aprender.
Falando assim parece até que a consulta foi ruim e rápida, mas não foi não, não me entendam mal.Todos foram muito atenciosos e tentaram ajudar da melhor forma que conhecem. Eu é que não sei se concordo muito...
Quem já viu aquele programa da GNT, o Bons sonhos , já viu que umas das técnicas ensinadas é claramente inspirada na ensinada no livro Nana nenê, onde é ensinado que dormir é um ato que se aprende. Apesar de sempre assistir e aprender muito sempre me incomodou ver as crianças chorando exaustivamente. Se o objetivo é fazer dormir a técnica realmente funciona. A questão pra mim é como essa criança dorme, se é em paz ou se é exausta e magoada. EU, Leila Regina, preferi não fazer assim e acabei meio que criando a nossa técnica.

Dá uma olhada no vídeo onde explico melhor como fizemos:

Resumidamente: Isabella não "aprendeu" a dormir sozinha ainda não e ainda acorda 569 vezes durante a noite para mamar. Porém entre uma mamada e outra agora dorme no berço e criou uma rotina - dorme das 20:00 as 08:00 todos os dias. Pra quem não podia ser tirada do peito que despertava e que chegou a pegar no sono apenas as 06:00 da manhã (sério. tempos difíceis.) foi um baita progresso!
Sigo sonhando com o dia que ela vai olhar pro peito, falar aaaah não! pra ele como fala pras verduras e passe a dormir sozinha sem interrupções. Deixa eu, vai!
Como é por aí? Tá sofreni com um zumbizinho em casa ou seu bebê dorme como um... bebê? Rs
Me conta!
Beijo da Tia :*

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Restaurando couro sintético

Teste da Tia: Máscara facial negra, da Avon

Teste da Tia - Renew Hydra, da Avon