Os benefícios do oleo de rícino para a pele

E aí gente! Tudo em ordem?
Veja a foto acima ⬆️. A gente não vai falar dos meus pé de galinha, vamos falar da "mateza" da minha pele ok? Ok.
Vendo essa foto você diria que eu tava cheia de óleo de rícino na pele? Pois é, eu tava!
Há uns 3 anos eu usava muito óleo de rícino pra diminuir uma queda severa de cabelo que tive, daí parou de cair e eu nunca mais tinha pensado no bonito. Até que...
Num dia desses minha cabeleireira linda @talita_hairemakeup me recomendou o óleo de rícino pra caspa. Até aí tudo bem.
Acontece que eu percebi que o óleo de rícino absorvia muito rápido nas mãos, e resolvi pesquisar os benefícios dele na pele, já que a minha (apesar do Renew Hydra que ajuda pra caramba) tá muito ressecada e sem vida. Menina... Só não tomo esse negócio porque dá caganei... digo, diarreia. Ele é bom pra tudo!
O óleo de rícino (que é usado em muitos cosméticos com o nome de castor oil) é antifugico, antibactericida, anti-inflamatório e adstringente, isto é, por incrível que pareça é ótimo pra pele acneica já que diminui a produção de óleo, mata as baterias causadoras de espinhas e ainda ajuda a cicatrizar as que já apareceram. Além de tudo isso ele tem propriedades emolientes e hidratantes, fora o poder de reposição de óleos (obviamente) tornando-o uma ótima opção pra hidratar a pele e evitar marcas de expressão!
Ele é absorvido super rápido pela pele deixa tanto o aspecto quanto o toque aveludados, sabe como? Eu tô im-pres-sio-na-da. Se alguém me desse esse óleo num frasco chique e dissesse que custava 100 conto eu acreditaria, mas a verdade é que paguei 3,50 num frasco de 30 ml.
O triste é o cheiro, né? Não chega a ser fedido BUT cheiroso não é. Tô fazendo uns experimentos por aqui e conto pra vocês se der certo 😉

E aí, vai testar? Me conta!
Beijo da Tia :*

Update em 17/08:


Esses dias vim aqui falar pra vocês o quanto estava encantada com os benefícios do óleo de rícino e por isso me senti na obrigação de vir contar os problemas que ele pode causar. 
Comecei a usar o óleo há umas duas semanas dia sim dia não na raiz do cabelo, sobrancelhas e pele do rosto, mas como não sou muito regrada e é ruim ficar com o cabelo cheio de óleo tendo que sair pra resolver algo na rua a qualquer momento acabei diminuindo a frequência. 
Semana passada eu estava tendo muitas dores de cabeça e muita cólica, mas achei que fosse porque minha menstruação estava pra voltar agora que amamento menos (minha menstruação está suspensa por causa da amamentação). Ontem navegando pela Internet encontrei vários sites falando sobre os possíveis efeitos colaterais que podem ocorrer, e na mesma hora me veio a mente que minhas cólicas e dores de cabeça coincidiam com o uso do óleo, e desde a última vez que passei não senti mais nada. Fora isso acabei descobrindo que por estar amamentando eu não poderia estar usando o óleo :/
Por isso venho alertar vocês e sinceramente pedir desculpas! A gente acha que por ser um produto natural e usado externamente não vai ter nenhum problema, mas se esquece que o corpo absorve tudo o que aplicamos, principalmente no couro cabeludo que é super sensível e cheio de vasos sanguíneos. 
Não retiro nada do que disse em relação aos benefícios, eu realmente amei e não vejo a hora de poder voltar a usar (em menor quantidade). Mas fica dois conselhos:
1 - Aparecendo qualquer sintoma citado na imagem SUSPENDA O USO!
2 - Sempre que ver alguma dica na Internet procure mais informações. A gente dá a dica na maior boa vontade e com o maior carinho, mas ninguém é dono da verdade, muito menos nós chamadas blogueiras rs. Então procure outras opiniões e informações antes de se jogar. A Internet está aí pra isso. Ok? 
Esse foi o alerta da Tia ;-)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Restaurando couro sintético

Teste da Tia: Máscara facial negra, da Avon

Teste da Tia - Renew Hydra, da Avon