Papeando sobre: A melancolia das sextas feiras das mães


Sexta feira é um dia meio melancólico pra mim porque me faz lembrar de quem eu era. E eu era a louca da sexta feira. Esperava ansiosamente pela sexta feira, falava dela a semana inteira, viam memes sobre sexta feira e me marcavam. 
Sexta feira era meu dia: mesmo que saísse super cansada do trabalho (mal sabia o que era cansaço, inocente...) eu chegava em casa, colocava o som no talo, limpava a casa, lavava roupas e, já de madrugada, hidratava o cabelo, tomava banho com direito a exfoliante corporal (que luxo!) e fazia as unhas na frente da TV com uma cervejinha do lado. Ia dormir bem tarde mas satisfeita por ter aproveitado minha sexta feira ao máximo e por ainda ter o sábado e domingo inteiros pela frente pra curtir minhas amigas, meu filhote, meu marido. 
Hoje sexta feira é só mais um dia. Mais um dia de coque, em casa em meio aos afazeres, e se alguém que me conheceu há três anos me visse agora com as unhas sem fazer há tanto tempo e a blusa de lã cheia de bolinhas não me reconheceria (tá, reconheceria, me deixa fazer drama). Eu sei que passa, que sou privilegiada por poder estar presente para os filhos e que um dia eu vou poder abrir uma cerveja, aumentar o som e fazer a unha. Mas é que as vezes dá saudade. Principalmente as sextas feiras.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Restaurando couro sintético

Teste da Tia: Máscara facial negra, da Avon

BB Cream Clearskin Avon