Papeando sobre: As segundas feiras desde que me tornei mãe em tempo integral



Segunda feira é um dia muito gostoso pra mim porque me faz lembrar de quem eu era. E eu era a louca da segunda feira. Reclamava repetidamente da segunda feira, falava mal dela a semana inteira, viam memes sobre segunda feira e me marcavam.
Segunda definitivamente não era meu dia: mesmo que descansasse e me divertisse no fim de semana, no domingo a noite, na hora de preparar o uniforme, já batia o desânimo ao som da abertura do Fantástico. Aquela sensação de estar indo pra um lugar onde eu não me sentia necessária e nem conseguia fazer a diferença me matava por dentro. Deixar meu canto, minhas coisas, meu filho, meu marido para não agregar nada ao mundo lá fora me fazia sentir só mais uma.
Hoje segunda feira é O dia. Dia em que vejo tanta gente reclamando de suas segundas feiras e não compartilhar mais desse desânimo coletivo. Dia de pensar que graças a Deus posso ficar de pijama e ver desenho com quem realmente precisa de mim, no lugar onde eu não sou só mais um número, sou a "rainha do lar" no melhor sentido. Segunda é o dia de me sentir privilegiada e grata. E ainda que nem sempre seja legal ver todo mundo saindo pro mundo arrumado e penteado enquanto estou descabelada, é muito bom ter a casa bem calminha depois da bagunça do fim de semana...
Eu sei que passa, que amanhã ou depois eu volte pro mercado de trabalho e passe a reclamar do primeiro dia útil da semana. Mas é que me sinto muito privilegiada. Principalmente às segundas feiras.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Restaurando couro sintético

Teste da Tia: Máscara facial negra, da Avon

BB Cream Clearskin Avon