Dois beijos pro inventor do shampoo seco

Olá, gente! Tudo ok?
Hoje vim falar de um produto que é muito mal compreendido, coitadinho: o shampoo seco. E mais mal compreendido que ele só mesmo quem o usa. Não sei quantas vezes já percebi uma cara de nojinho e um passinho pra trás de quem me ouve falando que shampoo seco é uma das melhores invenções da história. Então por favor: não me julguem antes de testar! A gente é amigo, poxa!
Meu primeiro contato com o shampoo seco foi em 2006. Um colega de trabalho usava porque tinha o cabelo oleoso e um corte meio Nick dos BSB (pausa pra risada). Eu achei o máximo! O mais próximo que eu tinha chegado disso era usar um talco na raiz, que aliás não adiantou nada e virou uma meleca. O problema é que naquela época não tinha shampoo seco fabricado no Brasil, e o dele, importado, custava 80,00. Se hj já é caro, naquela época era ainda mais. Então segui minha vida com o cabelo oleoso mesmo. (Quem tem cabelo oleoso aqui levanta a mão o/.  Gente, é uó, não é? O cabelo vive sem volume, com aparência de molhado, e você vira refém dele. Sua vida gira em torno de lavar ou não lavar o cabelo (não é exagero, ow do cabelo normal!) A gente fica pensando se sair tal dia vai coincidir com o dia de lavar o cabelo. Você acha que o cabelo aguenta mais um dia sem lavagem e na manhã seguinte se arrepende. E se aparece algum evento do dia de não lavar? É triste, viu?)
Até que em 2014 soube que tinha pintado uns shampoos secos por aqui com precinho camarada e maaano do céu, que felicidade! Meus problemas acabaram! Experimentei alguns e vou te contar o que achei:

                 - Charming (R$22,00 200 ml): Foi o segundo que testei, e quis experimentar porque era o único na época que tinha embalagem pequena pra levar na bolsa. Eu particularmente não gostei: ele não é exatamente seco, parece um jato de álcool, o que até diminui a oleosidade, mas no lugar deixa o cabelo meio molhado e duro.






-O Boticário (29,99 125 ml): Eu havia ganho um vale presente de lá e resolvi experimentar. O cheiro é muito bom, parece um talco como o Batiste, mas o efeito não dura muito tempo, logo o cabelo tá oleoso de novo.










-Batiste (29,99 150 ml) : Ah, o Batistão... Foi o primeiro que usei, e mesmo experimentando os outros não ele perdeu o trono: Deixa o cabelo super soltinho, os perfumes são ótimos, e rende muito! Super indico!







A maioria das marcas tem versões de tamanhos variados, desde uns pequenininhos ótimos para levar na bolsa até aquele que vai te acompanhar por vários meses. Também tem várias fragrâncias, opções com cor para se misturar melhor a cor do cabelo e até condicionados a seco.


Modos de usar:

  • Para "limpeza": Vá dividindo o cabelo e borrifando na raiz a uns 15 cm de distancia. Deixe agir alguns minutinhos (pode até pular essa parte, mas o resultado é melhor se deixar agir), e depois escove ou esfregue o cabelo com uma toalha de tecido ou papel. Se usar a versão tradicional escove ou esfregue bem o cabelo para que não fique vestigios do pó branco no cabelo.
  • Para fixar penteado: Antes de trançar, ou fazer o coque, ou o que sua imaginação mandar, borrife um pouco do shampoo no comprimento do cabelo. Seu penteado não vai desabar a toa sem precisar encher o cabelo de spray fixador.
  • Para texturizar: Pra quem tem cabelo fino ou pouco é ótimo! Dá aquela encorpada nos fios garantindo um volume super legal. Pras adeptas do cabelo messy (meio podrinho, sabe?) também é uma ótima opção. Faz as vezes da pomada em pó.
  • Para cobrir falhas no couro cabeludo: Quem tem pouco cabelo ou de repente está passando por algum processo de queda pode usar o shampoo seco da cor no cabelo (existem várias opções de cores) no couro cabeludo, onde houver as falhas, sem espalhar depois. Dá uma disfarçada legal e com certeza você vai se sentir menos constrangido.
Também é uma mão na roda para as mulheres com bebês pequenos que mal tem tempo de fazer xixi, que dirá lavar o cabelo, nos casos pós operatórios em que não se pode lavar a cabeça, tirar aquele cheiro de balada ou cigarro...

Viu só, gente? O shampoo seco pode ser amigo de todo mundo, não só dos mais porquinhos... hahaha
Usa e depois me conta? Tô curiosa!

Beijos,

Tia Leila.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Restaurando couro sintético

Teste da Tia: Máscara facial negra, da Avon

Teste da Tia - Renew Hydra, da Avon